17/12/2021 - ATLETISMO

Daniel Ferreira é nome forte do Brasil na 96ª Corrida de São Silvestre

Atleta foi destaque nos Jogos Olímpicos do Japão.

São Paulo (SP) - O Brasil já definiu sua primeira atração para a 96ª Corrida Internacional de São Silvestre, que encerrará o ano esportivo no dia 31 de dezembro. Trata-se do paulista Daniel Ferreira do Nascimento, melhor atleta nacional da edição de 2019 e que representou o país nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, há quatro meses. Uma das revelações das provas de fundo na atualidade, Danielzinho, como é chamado, vem conseguindo resultados expressivos, que o colocam como uma das estrelas da mais importante Prova de rua da América Latina.

A boa fase do atleta foi confirmada no começo deste mês (dia 5). Ele garantiu o nono lugar na disputa da Maratona de Valência na Espanha, com a incrível marca de 2h06min11seg, apenas seis segundos mais lento que Ronaldo da Costa, que bateu o recorde mundial com a marca em 1998. Para os especialistas, Daniel, natural de Paraguaçu Paulista (SP), é sério candidato a colocar o nome do país no circuito internacional, recuperando o passado de grandes conquistas do atletismo nacional.

Depois do sucesso nas categorias de base, Daniel, nos últimos anos, tem feito bonito. Depois do 11º lugar na São Silvestre de 2019, ele foi campeão da Copa Brasil de Cross Country, venceu a Meia Maratona Internacional de São Paulo. Neste ano, fez sua estreia em maratonas, marcando 2h09min05seg em Lima (Peru), assegurando sua presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio; foi o primeiro nos 10 km do Sul-Americano de Guaiaquil; e, na maratona olímpica, esteve no pelotão da frente até o km 25, abandonando devido a uma contusão.

Mais uma vez na São Silvestre, Daniel, agora mais experiente, poderá melhorar sua marca na disputa e tentar recolocar o Brasil no pódio.

Reciclagem no esporte

Pelo segundo ano, a parceria entre o Movimento Plástico Transforma e a Organização da Corrida Internacional de São Silvestre viabilizará a reciclagem dos copos plásticos distribuídos para a hidratação dos participantes da Prova. O resíduo coletado será transformado em caixas organizadoras para doação a entidades públicas do estado de São Paulo. A iniciativa reforça o conceito de Economia Circular e a importância do descarte correto. Em 2019, a ação proporcionou que 1800 lixeiras (900 coletores para resíduos recicláveis e 900 para orgânicos) fossem doadas para escolas públicas das cidades de Jaguariúna e São Carlos, no interior de São Paulo, beneficiando cerca de 120 mil alunos. Criado em 2016, o Movimento Plástico Transforma tem como missão ressaltar a utilização do plástico de forma criativa e responsável, em soluções que podem transformar o nosso dia a dia e nosso futuro.

A Corrida Internacional de São Silvestre é uma propriedade da Fundação Cásper Líbero, com organização técnica da Yescom. O patrocínio é de Cosan, 3 Corações, NewOn, Assaí Atacadista, Smart Fit e Molico, copatrocínio Bioleve, Adria e Voe Ita, e apoio de Montevérgine, Movimento Plástico Transforma, Dois Cunhados Hortifruti, Bendita Cânfora, Comgas e Transamérica Executive Paulista. O apoio especial do Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura da Cidade de São Paulo.